Tricologia

Eflúvio Telógeno

Caracteriza-se pela queda de cabelos difusa com início agudo, em decorrência de uma disfunção metabólica, hormonal, stress, uso de medicações. O fator causal pode ter ocorrido nos últimos 6 meses antes do início da queda.

O ciclo dos cabelos apresenta 3 fases:

  • • Anágena: fase de crescimento – duração de 3 anos. 80 - 90% dos fios estão nesta fase;
  • • Catágena: fase de transição entre a anágena e a telógena - duração de 2 – 3 semanas. 1-2% dos fios estão nesta fase;
  • • Telógena: fase de queda – duração de 3 meses. 10 - 20% dos fios estão nesta fase.

No eflúvio telógeno, há uma maior percentagem dos fios na fase telógena (>20%).

Causas
Cirurgia, dieta, stress, pós-parto, menopausa, anemia, deficiência de vitaminas, uso de medicações, hipo ou hipertireoidismo.

Geralmente, o eflúvio telógeno é limitado ao couro cabeludo, mas pode ocorrer em outras áreas do corpo, como: cílios e região púbica.

A queda de cabelos no eflúvio telógeno é temporária, com duração menor de 6 meses e com restituição completa dos fios que caíram, sem causar calvície. Em poucos casos, o eflúvio pode durar mais que 6 meses - eflúvio telógeno crônico.

Diagnóstico
Clínico, através da história, exame físico e dermatoscopia. Exames laboratoriais: hemograma, dosagem de vitaminas, função da tireóide. Tricograma e biópsia para elucidação diagnóstica em alguns casos.

Tratamento
Na maioria dos casos, ocorrerá resolução espontânea. Quando identificada a causa da queda, é importante o seu tratamento. Loções capilares e suplementos vitamínicos irão aumentar a taxa de crescimento dos fios.